Serviços Periciais





Antes de qualquer coisa é preciso deixar bem claro que para ser Perito Criminal é necessário ter curso superior completo. Isto está estabelecido em lei federal (lei nº 11690/08) e vale para todo território nacional e sobre isso não há qualquer discussão.

“Art. 159. O exame de corpo de delito e outras perícias serão realizados por perito oficial, portador de diploma de curso superior. “

Como a lei não especifica qual o curso superior, portanto, pode ser perito criminal o portador de QUALQUER curso superior.

Em linhas gerais, cometem-se crimes em áreas multidisciplinares e, com efeito, deve o Estado possuir agentes públicos (perito criminais) também com conhecimentos multidisciplinares.

Repetindo o que já foi dito em outras ocasiões, Perito Criminal é função pública e deve ser contratado unicamente através de concurso público. O cidadão, só depois de aprovado e na condição de funcionário público, é formado e treinado pelo Estado pelas Academias de Polícia.

Assim o primeiro passo para ser um perito criminal propriamente dito, além do curso superior, é ser aprovado em concurso público.

Desta forma, sugiro que o jovem pretendente a perito criminal procure editais antigos nos seus Estados e consulte o conteúdo programático.

A decisão de abrir vagas e criar Concursos públicos é do Governo de cada Estado e eles seguem critérios próprios que nem sempre tem a ver com necessidades. São critérios políticos, econômicos, funcionais, etc. Nenhum Estado abre vagas todos os anos. No caso de São Paulo, já tivemos lapsos de tempo de mais de dez anos sem concursos.

Então, qual o melhor curso superior para ser perito criminal?

Na maioria dos concursos, o conteúdo programático é de segundo grau, isto é, matéria de vestibular.

Isto reforça que não importa qual curso superior se faça, desde que esteja preparado para as matérias exigidas no concurso publico, isto é, português, matemática, física, química, biologia, informática, etc. de segundo grau.

É minha opinião particular é que não se deve escolher curso superior focando especificamente ser perito criminal.

O concurso público, só servirá depois de formado, pode demorar para ser aberto e sempre é bastante concorrido, sendo comum a proporção de uma vaga para mais de cem candidatos. Portanto, não é fácil de passar.

O jovem acadêmico que deseja ser Perito Criminal deve escolher o curso superior que mais gosta e que melhor se adapte independente de se vai ser perito criminal ou não.

O curso superior é aquele que, em tese, vai lhe sustentar economicamente e espiritualmente durante toda vida e este de ser o maior critério para fazer curso superior.

Se, lá na frente conseguir ser perito criminal, ótimo. Se não, que exerçamos a profissão que escolhermos.

Assim, não adianta querer se preparar para ser perito criminal com cursos e estudos de matérias específicas, tais como, química forense, balísticas, grafotécnica, física forense, etc, pois tudo isto será ensinado na Academia de Policia e apenas quando for aprovado no Concurso Público.

Desta forma, o melhor é focar nas matérias do seu próprio curso superior, pois isto é que de forma garantida vai lhe sustentar. Paralelamente, complementar conhecimentos nas matérias de segundo grau previstas nos conteúdo programático descritos nos editais de seu Estado, ou aqueles de seu interesse.

RESUMO:

1) Para ser perito criminal deve curso superior completo. Em tese, serve qualquer curso superior aprovados pelo MEC.(Há concursos específicos para determinadas areas profissionais, tais como, informática, química, Farmácia, medicina, odontologia, etc. Neste casos, a base do conteúdo programático dos concursos são matérias do curso superior.)

2) Perito Criminal é função pública e, portanto, aprovado por concurso publico.

3) Concurso Publico não é disponibilizado todo ano e não segue lógicas pré-estabelecidas.

Depende do poder discricionário de cada Estado. 4) Concorrência em concurso publico é muito alta e NÃO é fácil passar.

5) As escolhas do curso superior pelo jovem devem seguir critérios da própria profissão e nunca com o único objetivo de ser perito criminal.

6) Exceto para cultura geral, cursos específicos de pericia, de nada serve para passar em concurso quando não está previsto em Editais.

7) Sólidos conhecimentos em matérias de segundo grau é fundamental para quase todos os concursos, exceto, aqueles específicos para determinadas profissões, sempre previsto em Editais.

8) Há concursos que exigem provas práticas e para isto é preciso estar muito bem fisicamente. Alguns pedem até prova de natação.

LEIAM EDITAIS ANTIGOS. PROCUREM NA INTERNET SE NÃO TIVER EM NOSSO SITE.

2011-07-27

10:47:19







Site de Divulgação de Notícias Jurídicas e Serviços de Perícias e Investigações Científicas oferecendo Perito Assitente Técnico ou Perito Judiciário, baseados na lei 11.690 para Exames e Acompanhamentos em Processos Criminais Cíveis e Trabalhistas em casos de Perícias de Crimes de Informática, Grafotécnica, Documentoscopia, acidente de trânsito, Som, Comparação de Voz,Audio e Vídeo, Pirataria, Contrafação de Marcas e Patentes, etc

0